terça-feira, 20 de setembro de 2011

Luzio . Homem paulista de 10 mil anos !


Estudo revela hábitos de Luzio, caçador que viveu há 10 mil anos; sua ossada, encontrada no Vale do Ribeira, é a mais antiga do Estado
Alexandre Gonçalves
O paulista mais antigo de que se tem notícia viveu há 10 mil anos no Vale do Ribeira. Caçava animais de pequeno e médio porte, como preás, cotias e porcos-do-mato. Devia enriquecer sua dieta com tubérculos e frutos. Caminhava sobre riachos, mas não gostava de comer peixe.

Ossada mostra que Luzio foi enterrado com as pernas flexionadas, como se estivesse sentado - Reprodução
ReproduçãoOssada mostra que Luzio foi enterrado com as pernas flexionadas, como se estivesse sentado
Um estudo divulgado na semana passada analisa a composição química dos seus ossos e lança luz sobre os hábitos alimentares de Luzio - como foi batizado pelos cientistas. O trabalho também discute a misteriosa origem do paulista pré-histórico.

Vestígios de paleoamericanos, como são conhecidos, normalmente são encontrados no interior do continente. No Brasil, foram achados no Planalto Central - em Lagoa Santa, a 40 quilômetros de Belo Horizonte, terra de Luzia - e no sertão nordestino - no Piauí, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte. Oriundo da floresta, só Luzio. A julgar pelas informações inscritas no seu esqueleto, estava adaptado à Mata Atlântica.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

SABRATHA . Patrimônio da Humanidade.





Tesouros Arqueológicos da Líbia.

Os arqueólogos líbios começam a inspecionar os tesouros arqueológicos do país ,alguns deles bem perto de locais marcados por combates entre os rebeldes e as tropas do coronel Muammar Gaddafi, agora foragido.
Fadel Ali Mohammed, 62, que acaba de ser nomeado ministro das Antiguidades do novo governo líbio. Ele esteve em  Sabratha, um desses locais mais famosos, a oeste de Trípoli.
Esse teatro antigo foi construído entre o segundo e o terceiro séculos de nossa era pelos romanos.

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Novidades Antropológicas.




Uma nova compilação de trabalhos publicada hoje fornece mais evidências de que o Australopithecus sediba é o mais antigo ancestral humano.
O hominídeo, que viveu entre 1,95 e 1,78 milhões de anos atrás na África do Sul, foi descrito no ano passado por uma equipe liderada pelo professor Lee Berger, da Universidade de Witwatersrand, em Johanesburgo.

Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Praia Grande , Big Beach. , SP, Brazil
Historiadora por profissão. Escritora por destino .Viajante no mundo por acaso. Fotógrafa amadora por paixão.