quarta-feira, 30 de março de 2011

Haikais . Paulo Leminsk

Pra que cara feia?
Na vida,

Ninguém paga meia.

Essa vida é uma viagem
pena eu estar
só de passagem.

Inverno
É tudo o que sinto

Viver
É sucinto

Pelos caminhos que ando
 um dia vai ser

   só não sei quando


Dores, Amores e Pincéis.


http://catalogos.bn.br/scripts/odwp032k.dll?T=gs&GPR=fbn_obrasgerais&PR=livros_pr&DB=livros&use=kw_livre&ss=new&disp=list&sort=off&ARG=bertha+solares&button=Pesquisar

Pequenos pecados : um pouco de orgulho e vaidade!

Não estou nas prateleiras das livrarias por causa do preconceito que se tem ao tipo de literatura que faço, mas cá entre nós, é muito mais  prazeroso saber que estou nas  estantes centenárias da Biblioteca Nacional e já ser um documento histórico e poder ser objeto de pesquisa daqui há cem anos,  do que estar nas prateleiras da Livraria Cultura , da Livraria da Vila, etc. 

domingo, 27 de março de 2011

Os olhos não servem de nada para um cérebro cego!

Poeminho do Contra

“Todos estes que estão aí

                                          Atravancando o meu caminho

                  Eles passarão
                                                      E eu passarinho”


Mário Quintana


sábado, 26 de março de 2011

Ricardo Reis em Fernando Pessoa.

Não canto a noite porque no meu canto

O sol que canto acabará em noite.
          Não ignoro o que esqueço.
          Canto por esquecê-lo.

Pudesse eu suspender, inda que em sonho,
O apolíneo curso, e conhecer-me,
          Inda que louco, gémeo
          De uma hora imperecível!

Língua portuguesa que navegou por quatro continentes e criou  em cada viagem um porto que hoje se mantém em sal e saudade!

quinta-feira, 24 de março de 2011

Arte ajuda o Japão!

Blog francês mostra os desenhos,pinturas, ilustrações,etc. de diversos artistas que serão leiloadas e o dinheiro revertido para ajuda as vítimas do terremoto e do tsunami ocorrido no Japão no dia 11/03/2011. Abaixo um exemplo das obras. Mas você pode acessar o link  : http://cfsl.net/tsunami/















quarta-feira, 23 de março de 2011

Vendo esse quadro de Monet, no final de um dia de caminhada na praia, sinto como se tivesse voltado no tempo.
Por causa disso é que sinto não ser pintora. As vezes acho que as tintas falam mais do que as palavras. Será que estou errada?




Uma estrela apagou ! Ela era Linda, Linda, Linda!

Dame Elizabeth Taylor (Londres. 27/02/1932-Los Angeles. 23/03/2011)



sábado, 19 de março de 2011

Uma dura lição.

Era uma vez um garoto que tinha um temperamento muito explosivo.
Um dia ele recebeu um saco cheio de pregos e uma placa de madeira.
O pai disse a ele que martelasse um prego na tábua toda vez que perdesse a paciência com alguém.
No primeiro dia o garoto colocou 37 pregos na tábua. Já nos dias seguintes, enquanto ele ia aprendendo a controlar sua raiva, o número de pregos martelados por dia foi diminuindo gradativamente.
Ele descobriu que dava menos trabalho controlar sua raiva do que ter que ir todos os dias pregar diversos pregos na placa de madeira.
Finalmente chegou um dia em que o garoto não perdeu a paciência em hora alguma. Ele falou com seu pai sobre seu sucesso e sobre como estava se sentindo melhor em não explodir com os outros e o pai sugeriu que ele retirasse todos os pregos da tábua e que a trouxesse para ele.
O garoto então trouxe a placa de madeira, já sem os pregos, e entregou a seu pai. Ele disse : você está de parabéns, meu filho, mas dê uma olhada nos buracos que os pregos deixaram na tábua, a tábua nunca mais será como antes.
Quando você diz coisas estando com raiva, suas palavras deixam marcas como essas. Não importa quantas vezes você peça desculpas, a cicatriz ainda continuará lá.





quinta-feira, 17 de março de 2011

Uma pequena reflexão sobre o Japão.

Esse problema nas Usinas que ocorre no Japão podem ocorrem em todos os lugares do mundo. Elas podem ser seguras sim ou não ,tudo vai depender se  os governos e os políticos fizeram negociatas quando de sua construção.

Essas negociatas ocorrem na França que tem mais de 50 Usinas, na Alemanha com mais de 40 , nos USA com mais de cem, etc. enfim , as Usinas movidas a energia atômica são sempre construídas de forma mais barata.Mesmo porque um pouco de dinheiro tem que ser desviado pro bolso das pessoas envolvidas. Políticos ou não.
O que está ocorrendo lá no Japão pode ocorrer em todos os lugares. Muita gente pensa que o Japão é uma sociedade ideal . Que nada! O governo também é corrupto e esse ministério não tem credibilidade. O que se vê é eles correndo atrás que nem uma barata tonta sem saber o que fazer . E mesmo parecendo piada de português ou coisa que só acontece no Brasil , um dos geradores extras usados para esfriar a caldeira não pode ser ligado por que o plugue não encaixava! Coisa tipo assim a "tomada era de um tipo e a do gerador de outro" e nem ligação direta eles podiam fazer. Pode isso? Parece brincadeira , só que de mal gosto !
Os japoneses foram ensinados a não  pensar e sempre obedecer o superior. Por isso essa falta do que a gente chama de "jogo de cintura". Se fosse aqui no Brasil  acho que até teria-se encontrado uma solução mais rápida de improviso, assim  como no caso daquele médico paranaense que não tinha como fazer a sotura na cirurgia e colocou super-bond na ferida da paciente.
Seguir protocolo é o correto , mas o protocolo trabalha com hipóteses e não ensina criatividade. E quando não se tem o que seguir os japoneses estancam, se imobilizam!
O mundo todo está nessa canoa . Temos que falar sim de Angra , abrir a boca e forçar o governo a não mais construir usinas atômicas. O Brasil tem uma reserva no pré-sal de petróleo para mais de cem anos. Temos uma hidrografia privilegiada para hidro-elétricas, Sol que não acaba mais para gerar energia eólica. Enfim temos que lutar e pelo menos isso, nós brasileiros sabemos fazer, colocar a boca no trombone!
Vi que um grupo de brasileiros quando soube da tragédia pegou uma Van e encheu de água e mantimento e foram levar até a região como fazemos aqui em casos de tragédias. Isso assustou muitos japoneses. Porque eles não fazem nada uns pelos outros . Esperam que o governo faça . São como crianças que não sabem andar sozinhas e precisam de um pai para dizer onde ir. Se preocupam apenas com sua família e só. O resto deixam para o governo . Estão percebendo da maneira mais dura que o governo não é pai e também não sabe o que fazer. Não é a toa que o Imperador ( que até o fim da segunda guerra era considerado divino e intocável) foi na televisão . Claro que fiz uma leitura subliminar tipo : Olha aqui gente a coisa é séria e agora é  cada um por si. Mas acho que é por aí mesmo.

Os Japoneses vão ter que mudar para sobreviver e a mudança vai ser dura. Caminhar com os próprios passos é dificil . Mais acredito que a nova geração que virá será diferente . O terremoto abalou não só a terra , mas a mente de muitos japoneses . Haverá um novo Japão com certeza. Um país que sempre quis conhecer ! 
Sou feliz em ter nascido neste Brasil mestiço e multi-cultural ! Viva o povo Brasileiro!
Bertha Solares  

quarta-feira, 16 de março de 2011

terça-feira, 15 de março de 2011

Terremoto, tsunami e agora perigo de radiação. O Japão passa dias difíceis.

O Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS) elevou de 8,9 para 9 graus a magnitude do terremoto que atingiu o Japão na sexta-feira.
Com isso, o tremor passa de sétimo para quarto na lista dos mais fortes registrados em todo o mundo desde 1900. Segundo o USGS, é comum que a magnitude de um terremoto seja reavaliada após a análise de novos dados.
Novos problemas na usina de Fukushima Daiichi aproximam o Japão de um desastre nuclear. Nesta terça-feira, o governo japonês afirmou que os níveis de radiação após um incêndio e três explosões na usina atingiram níveis que podem afetar a saúde humana.


segunda-feira, 14 de março de 2011

Chuvas no litoral do Paraná.Antonina e Morretes.


Foi nesse restaurante ( na foto antes e depois da enchente)  que há uns dois anos atrás almocei um barreado em Morretes,  uma cidade histórica do litoral do Paraná. Mas parece que a natureza no dia 11.03.2011 estava zangada com os seres humanos e mandou terremoto , tsunami e enchentes para todos os lados e sobrou até para essa bela cidadezinha . Boas lembranças desse dia  bem...nem tanto porque subir a Serra da Graciosa com chuva e problemas intestinais foi bem mais que uma aventura. Mas afinal depois que passa a gente dá risada .  






Placas Tectônicas. Viver no Brasil tem as suas vantagens. Um pouco de geologia.

Tem suas vantagens viver no Brasil porque estamos no meio de uma placa tectônica que se afasta , inclusive a América do Sul já esteve grudada na África!
Mas na região onde está o Japão as placas se aproximam e as vezes se encontram causando tremores e tsunamis de magnitudes variadas. Entenda melhor nas ilustrações abaixo.   



Como já dizia o Walter Franco : é a cabeça irmão ...cabeça...

Um pouco de poesia sempre acalma a alma...

Canção

Nunca eu tivera querido
dizer palavra tão louca:
bateu-me o vento na boca,
e depois no teu ouvido. 
Levou somente a palavra,
deixou ficar o sentido. 
O sentido está guardado
no rosto com que te miro,
neste perdido suspiro
que te segue alucinado,
no meu sorriso suspenso
como um beijo malogrado. 
Nunca ninguém viu ninguém
que o amor pusesse tão triste.
Essa tristeza não viste,
e eu sei que ela se vê bem...
Só se aquele mesmo vento
fechou teus olhos, também... 
                                       (Cecília Meirelles)

sexta-feira, 11 de março de 2011

連帯 = Solidariedade para todos os japoneses!

A agência de meteorologia do Japão corrigiu de 8,9 para 8,8 graus na escala Richter a intensidade do terremoto que atingiu o país nesta madrugada (horário de Brasília). Segundo a BBC Brasil, este é sétimo tremor mais intenso já registrado na história, conforme dados do governo dos Estados Unidos.
O terremoto mais intenso da história ocorreu em 22 de maio de 1960, em Valdívia no Chile, com magnitude 9,5. O tremor matou 2 mil pessoas e gerou um maremoto com ondas de até 10 metros.
O Japão fica dentro do chamado Círculo de Fogo uma região do Oceano Pacífico onde as placas tectônicas se movimentam com freqüência. 


Seguidores

Quem sou eu

Minha foto
Praia Grande , Big Beach. , SP, Brazil
Historiadora por profissão. Escritora por destino .Viajante no mundo por acaso. Fotógrafa amadora por paixão.